Policiais Civis já estão 100% paralisados em todos os municípios da Paraíba

Os policiais civis da Paraíba paralisaram as atividades desde a meia noite de hoje (16) como advertência ao Governo do Estado de uma possível greve. A informação é do presidente da Associação dos Policiais Civis de Carreira da Paraíba (Aspol-PB), Sandro Roberto Bezerra. A categoria reivindica reajuste salarial, cumprimento da lei que garante subsídio aos policiais, melhores condições de trabalho e convocação de aprovados em concurso.

Segundo o Sandro Bezerra, a decisão pela paralisação foi tomada em assembleia da categoria. Ele alertou sobre indicativo de greve. “Vamos solicitar uma audiência com o governador Ricardo Coutinho. Caso o governo não abra canal para uma negociação construtiva, entraremos em paralisação por tempo indeterminado”, afirmou.

“Não houve nenhuma discussão nem debate do Governo com os policiais. O que houve foi reajuste absurdo de 3%, que não repões sequer a metade da inflação anual. Além disso, continua o descumprimento da Lei do Subsídio”, explicou.

O presidente da Aspol sinalizou ainda que os policiais retomarão a campanha “Cumpra-se a Lei”, iniciada no ano passado, quando agentes de investigação e escrivães foram obrigados a exercer atividades que não são de suas atribuições. “isso acontece porque há um deficit muito grande de policiais no Estado. Temos aproximadamente 1.900 policiais civis na Paraíba e precisaríamos de mais sete mil. O resultado é que um tem que trabalhar por cinco. Dessa forma não dá pra trabalhar”, desabafou.

 

Fonte: Senado Araruna Online