Mulher é presa após matar a própria mãe com uma pedrada

Plantão-policial3-1024x760
Um crime bárbaro vindo de quem se espera receber amor. Foi isso o que aconteceu na cidade de Dona Inês, no Agreste paraibano, onde uma idosa de 72 anos foi morta com uma pedrada na cabeça que teria sido arremessada pela própria filha, segundo a Polícia Civil (PC). O fato aconteceu durante a noite da última quarta-feira (27) e a suspeita, Maria Verônica de Sousa, 49 anos, foi presa instantes após o crime ter sido registrado.
Conforme a PC, Maria Verônica confessou ter sido a assassina da mãe, que foi identificada como Sebastiana Teodósio de Sousa, alegando que ambas já tinham uma relação conflituosa. “A filha deu uma versão muito confusa, dizendo que iniciou a briga com a mãe por conta de uma bomba d’água que estava fazendo muito barulho e deixou ela ‘aperreada’. Depois elas começaram a jogar garrafas umas nas outras. A filha pegou a pedra e jogou na cabeça da mãe”, explicou o escrivão da delegacia de Solânea, Vicente Rodrigues.
Ainda de acordo com o escrivão, o crime foi registrado por volta das 20h30 na residência onde mãe e filha moravam sozinhas. Ao chegar no local, os policiais se depararam com a vítima morta ao lado da casa com a cabeça esmagada e Maria Verônica no interior do imóvel, que foi presa em flagrante e não resistiu à prisão.
A polícia informou que durante o depoimento Maria Verônica afirmou tomar remédios controlados e ter envolvimento com magia negra. Até então, não é comprovado que ela tenha problemas psiquiátricos e por ora ela está detida na carceragem da Delegacia de Polícia Civil, segundo o escrivão Vicente Rodrigues.
Fonte: Jornal da Paraíba