Sisu 2017.1 terá mudanças, anuncia MEC

A partir do primeiro semestre de 2017 o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) começa a ficar mais flexível para as universidades e em alguns sentidos para os estudantes. 

Com o resultado do Enem que deve ser divulgado no dia 19 de Janeiro, as cogitações surgem sobre os dias em que a plataforma virtual do Sisu estará aberta, apesar de muitos sites divulgarem notas informando que dia 23 já será possível fazer a inscrição para buscar vagas em universidades federais e estaduais de todo o Brasil, o MEC até agora só divulgou oficialmente na  Portaria Normativa do MEC nº 2/2017 no Diário Oficial da União que mudanças ocorrerão em 2017.

Dentre essas mudanças estão as flexibilizações no acesso aos cursos superiores. Agora as universidades podem exigir uma nota mínima para entrada nos cursos e estipular os pesos de cada área do conhecimento para especificar a grade curricular já no momento de ingresso.

O critério de seleção por cotas para estudantes com baixa renda mensal, estudantes de escolas públicas, negros, pardas e indígenas permanece sem alterações, assim como a desclassificação imediata dos estudantes que zeraram a redação.

Dependendo da instituição os alunos que não obtiverem nota mínima em alguma área pode ser compensado caso obtiver desempenho regular em outra, assim como os pesos podem ajudar o candidato a escolher e encaixar-se com mais facilidade na área em que melhor se sobressai.

O conjunto de todas essas mudanças, segundo o MEC, foi pedido das próprias universidades que afirmaram facilitar os processos seletivos e dinamizar o ingresso.

Da Redação