Paraíba e outros 19 estados brasileiros tiveram renda per capita abaixo da média em 2016

A renda domiciliar per capita nominal mensal ficou em R$ 1.226 00 no País em 2016, segundo cálculos com base nas informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgados nesta sexta-feira (24) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Das 27 unidades da federação, considerando o Distrito Federal, 20 tiveram renda per capita da população abaixo da média em 2016. A Paraíba registrou rendimento nominal mensal domiciliar per capita de R$ 790,00.

A renda domiciliar per capita mais alta foi registrada no Distrito Federal, de R$ 2.351,00, enquanto a mais baixa foi a do Maranhão, R$ 575,00; seguida por Alagoas, R$ 662,00.

Os rendimentos domiciliares são obtidos pela soma dos rendimentos do trabalho e de outras fontes recebidos por cada morador no mês de referência da pesquisa, explicou o IBGE. O rendimento domiciliar per capita é a divisão dos rendimentos domiciliares pelo total dos moradores.

De acordo com Cimar Azeredo, técnico da coordenação de Trabalho e Renda do IBGE, os dados mostram que o país ainda é muito desigual. Os dados são um dos critérios do Tribunal de Contas da União (TCU) para a definição da divisão do fundo de participação dos Estados.
Unidades da Federação Rendimento nominal mensal domiciliar per capita da população residente (R$)
Brasil 1.226,00
Rondônia 901,00
Acre 761,00
Amazonas 739,00
Roraima 1.068,00
Pará 708,00
Amapá 881,00
Tocantins 863,00
Maranhão 575,00
Piauí 747,00
Ceará 751,00
Rio Grande do Norte 919,00
Paraíba 790,00
Pernambuco 872,00
Alagoas 662,00
Sergipe 878,00
Bahia 773,00
Minas Gerais 1.168,00
Espírito Santo 1.157,00
Rio de Janeiro 1.429,00
São Paulo 1.723,00
Paraná 1.398,00
Santa Catarina 1.458,00
Rio Grande do Sul 1.554,00
Mato Grosso do Sul 1.283,00
Mato Grosso 1.139,00
Goiás 1.140,00
Distrito Federal 2.351,00

Estadão