‘Nunca agredi ninguém’, se defende Victor Chaves após acusação de mulher

Victor falou pela primeira vez sobre a suposta agressão que teria cometido contra a mulher, Poliana Bagatini, grávida de 4 meses, no apartamento do casal, em Belo Horizonte (MG), última sexta-feira (24). O sertanejo foi acusado de jogá-la no chão e chutá-la várias vezes.

Em entrevista ao “Fantástico”, da TV Globo, Victor negou as acusações e disse que nunca agrediu absolutamente ninguém. “A única coisa que eu posso dizer é que a minha família é meu bem maior e que toda a minha postura sempre foi de preservar a família. Eu vou continuar fazendo isso. Toda essa exposição me pegou de surpresa. Eu jamais agrediria alguém na minha vida, muito menos minha esposa, que tá grávida do João. A minha postura vai ser continuar preservando a família e me preservando de toda uma exposição altamente negativa e com a qual eu vou lidar em recolhimento com a minha família”, afirmou ele.

A entrevista foi realizada num hangar particular do aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, e com a presença de Poliana Bagatini, que não quis se pronunciar. Victor pediu que  imagens da mulher e da filha fossem feitas apenas de costas, como forma de preservá-las.

Poliana Bagatini, mulher de Victor Chaves, cantor da dupla Victor e Leo, registrou um boletim de ocorrência acusando o marido de suposta agressão, na última sexta-feira.

A briga ocorreu no apartamento do casal, no bairro do Luxemburgo, região nobre da capital mineira. Durante a confusão, Poliana  teria sido impedida por um segurança e pela irmã do cantor de sair do local e só conseguiu depois que uma vizinha ouviu os gritos e a ajudou.

Segundo a assessoria de comunicação da Polícia Civil, Poliana foi até a Delegacia Seccional Sul, prestou o depoimento e registrou a ocorrência, na manhã de hoje. Em seguida, recebeu uma guia para fazer o exame de corpo de delito na Delegacia de Mulheres, mas deixou o local antes mesmo de realizá-lo.

Um inquérito foi instaurado e o caso agora será investigado pela delegada Danúbia Quadro, da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, Idoso e Deficiente.

Neste domingo, uma carta atribuída a Poliana Bagatine, mulher de Victor Chaves, foi divulgada pelo irmão do sertanejo, Leo Chaves.

Na publicação, a mulher de Victor volta atrás e diz “que se sentiu no dever de esclarecer os fatos”: “De uma hora para outra, vi meu nome e de minha família expostos na mídia. Me senti no dever de esclarecer os fatos que foram veiculados. Espero que uma vez esclarecido possa voltar a me dedicar ao meu marido, à minha filha e à minha gravidez”, diz o texto.

A carta diz ainda que Victor nunca a machucou e nunca a machucaria e que a confusão se deu após “um grande desentendimento familiar”. “Para comprovar a inexistência de qualquer lesão, resolvi fazer perícia no IML (Instituto Médico Legal)”, justificou.

“The Voice Kids”

Por causa da repercussão, o sertanejo Victor Chaves pediu para ser afastado do “The Voice Kids”.

Em uma mensagem exibida antes do programa deste domingo (26), previamente gravado, o apresentador André Marques anunciou a decisão do técnico do programa e declarou o pronunciamento oficial da emissora, que ainda não havia se manifestado sobre o caso.

“A Globo repudia toda e qualquer forma de violência e acredita que essa acusação precisa ser apurada com rigor, garantindo o direito de defesa na busca da verdade”, disse André Marques, em comunicado.

Irmão defende Victor
Leo Chaves também saiu em defesa do irmão, Victor Chaves, e classificou a atitude de Poliana como “precipitada e inconsequente” em mensagem publicada em seu perfil, no Instagram, neste domingo.
“Qualquer ser humano em situações emocionais adversas, está sujeito a atitudes precipitadas e inconsequentes.
Ainda mais, estando grávida.Poliana tem grandes qualidades e diante de tudo, ofereço minha compreensão e respeito.
Ciente do impacto do ocorrido e dos reflexos, sinto muito. No entanto me posiciono com apoio aos dois e sem julgamentos.
São pais de uma linda criança, que espera seu irmão nascer.
A vida é assim, propõe pódio e derrotas, é preciso saber lidar com ambos.
Desde o inicio, estive firme com minhas conclusões sobre o ocorrido, e sabia que a verdade viria à tona.Estive de mãos dadas com meu irmão o tempo todo, e assim seguirei!
Que esse episódio possa ser aproveitado como experiência e aprendizado para todos.A sociedade vive um caos emocional, e pessoas de bem, cometem atos sem a mínima consciência, simplesmente por não estarem conectadas consigo mesmas.
É fato que damos os maiores passos diante das crises.Que assim seja.
O que temos pra hoje é construir o agora da melhor forma.
Vamos em frente meu irmão @victorchaves”
 

UOL