Após delação da JBS quase 1 bilhão de emendas parlamentares são liberadas por Temer

Após 17 de maio, a data em que a delação da JBS que envolveu o presidente Michel Temer veio à tona, as emendas parlamentares atingiram números alarmantes. Propositalmente ou não, o presidente da república parece estar pedindo apoio indireto dos parlamentares, apoio esse em forma de emendas.

Conhecendo bem como funciona o Congresso Nacional e tendo como exemplo o que a companheira ex-presidente Dilma Rousseff fez quase na mesma época ano passado, liberando cerca de 1,4 bilhão de reais em emendas, Temer parece apostar na mesma estratégia para que os dois terços do senado necessários para abrir o processo de impeachment estejam ao seu favor.

Da Redação